Revistas acadêmicas e Open Access

Categorias: ArquivoOpinião e resenhas

Recebi hoje cedo um email de uma organização (ISRN) pedindo um artigo para publicação em uma de suas revistas, a ISRN Education. Esse tipo de email é comum principalmente para revistas novas ou periféricas. A ISRN Education se enquadra na categoria de novas. Um pouco de busca nos leva a maiores informações: é uma publicação da Hindawi Publishing, uma editora “Open Access” que publica dezenas de revistas acadêmicas. A Hindawi é exemplo de um modelo emergente de publicações acadêmicas, que segue o “pague para publicar”. Não há mais dúvida que este modelo funciona – um dos melhores exemplos é a renomada coleção da PLoS, que publica artigos nas biológicas e exatas que rivalizam com Nature e Science cobrando entre U$1350-2900 para publicação de um artigo.

Como a Information Today ressalta OA é efetivamente parte do mercado editorial – é um modelo viável e sustentável (o PLoS está em funcionamento há 7 anos, sem fins lucrativos). No Brasil temos alguns canais de publicação que valorizam o OA (Open Access) como o respeitado Scielo, composto em sua maioria por revistas sustentadas por agências de fomento (como CAPES e CNPq), por instituições (como universidades), ou uma combinação dos dois (veja por exemplo, a ETD/UNICAMP). São alternativas sustentáveis para a publicação de um artigo em repositórios que cobram por assinatura, somente acessíveis ao público universitário.

No entanto, a explosão de novos canais para publicação vão de encontro à pressão institucional para publicação em revistas avaliadas pela CAPES, sendo que muitas revistas de renome não estão incluídas, baseado no modelo trienal de avaliação (PLoS e algumas da Hindawi estão lá). Além disso o custo de publicação já é proibitivo para áreas com menor financiamento como as humanas e ciências sociais, e rubricas de muitos financiamentos não permitem este tipo de gasto.

Em contrapartida a PLoS oferece descontos ou elimina taxas de publicação para quem não pode pagar. Ambas oferecem descontos institucionais. Algumas instituições estabeleceram fundos para pagar pela publicação de seus docentes e pesquisadores – desconheço de iniciativas deste naipe no Brasil (mas posso estar muito mal informado).

Voltamos então à ISRN Education. A seleção de uma revista para o envio de um artigo para publicação significa hoje um comprometimento com o acesso ao conhecimento. Revistas OA oferecem oportunidades para publicação de maneira aberta – mas não podemos esquecer que estão muitas vezes em conflito com critérios e incentivos estabelecidos dentro da academia.

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.