Declaração Mundial sobre REA

O resultado final do Congresso Mundial sobre REA saiu: a Declaração de Paris sobre REA. O documento foi baseado na contribuição de vários atores de vários países, inclusive do Brasil. Em comparação com o documento produzido na fase da America Latina, ele é mais “sugestivo” e menos imperativo. É uma série de recomendações para governos, como:

“Encourage the open licensing of educational materials produced with public funds”
Encorajar o licenciamento aberto de recursos educacionais produzidos com financiamento público

Nas discussões que fizemos no grupo de sociedade civil (America Latina), nos pareceu que que o uso dessa linguagem (“encorajar”) era pouco incisivo, principalmente em situações críticas como o uso de financiamento público. No entanto, o documento é “non-binding”, ou seja, é uma declaração-sugestão. No entanto, é ótimo que o item sobre diversidade cultural e linguística está presente:

“Encourage the development and adaptation of OER in a variety of languages and cultural contexts”
Encorajar  o desenvolvimento e adaptação de REA em uma variedade de línguas e contextos culturais.

Alguns são contra a “adaptação” de recursos, mas no contexto acima, com a palavra “desenvolvimento” faz muito sentido. Precisamos criar mas também colaborar, e adaptar é parte desse ciclo.

Confira o documento completo, que certamente será referência para REA nos próximos anos, aqui (inglês). A versão em português encontra-se aqui.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *