Caderno REA

Se você não encontrar recursos prontos que sejam facilmente adaptados para uso no seu contexto, então talvez você precise desenvolver um recurso novo1.

Criar recursos educacionais abertos, seja para alunos, para outros professores ou mesmo para crescimento pessoal, já é em si uma experiência de aprendizado2, principalmente sobre conceitos importantes relacionados à Internet e tecnologias da informação e comunicação (TIC).

Você pode encarar a criação de REA de pelo menos três pontos de vista:

Texto

Para criar o seu material, você pode usar os programas de computador que você já usa normalmente. O que vai tornar o seu material um recurso educacional aberto será a forma como você irá compartilhar. Além de definir a licença de uso apropriada, você deve prestar atenção ao formato do documento que está criando. O ideal é utilizar formatos que são padrões abertos, que podem ser utilizados pelo maior número de pessoas sem a necessidade de depender de um pacote de aplicativos específico. Um exemplo é o formato ODT3, um formato aberto utilizado por vários pacotes de produtividade (BR Office,Libre Office, Google Docs, versões recentes do Microsoft Office). Ao salvar um documento em formato ODT, você está fazendo uso de um formato “aberto”.

Um dos formatos mais comuns é o DOC, do Microsoft Office, um formato “fechado” ou proprietário. Apesar de ser um formato criado e mantido por uma empresa, ele pode ser aberto por aplicativos de software livre como o Libre Office ou BR Office. Mas por ser fechado não há garantia de que a formatação seja mantida. Ou seja, não há garantia que o documento será igual em todas as máquinas - ou de que você conseguirá abri-lo no futuro, já que as versões mais novas dos softwares não necessariamente abrem os formatos proprietários das versões anteriores dos mesmos softwares.

Como exemplo de um caso mais complicado, se você salvar o mesmo trabalho com a extensão DOCX (utilizada nos pacotes mais novos do Microsoft Office), os seus colegas poderão ter dificuldades para abrir o documento, já que um número menor de programas fazem uso deste formato. Portanto, sempre dê preferências a formatos abertos e que sejam de fácil utilização pelos seus colegas.

Além dos programas instalados no seu computador, você pode contar com espaços virtuais de colaboração. Um exemplo é o Google Docs, onde você pode criar documentos de texto, planilhas de cálculo, apresentação de slides, imagens etc. tanto sozinho como em colaboração com colegas para os quais você permitir acesso. Um outro exemplo de editor de textos colaborativo é o Zoho.

Você pode querer trabalhar com outras mídias, como vídeos, fotos e música. Para isso, você pode utilizar softwares já instalados no seu computador, ou ainda usar softwares gratuitos ou livres, que podem ser encontrados para download na Internet.

Foto

Após captar fotos com uma câmera digital ou baixar algumas fotos da Internet você pode querer modificá-las (alterar o tamanho, mudar cores, corrigir erros, entre outros). Para fotos, o Picasa é uma boa opção, tanto para organizar quanto para fazer pequenas edições, como retirar olhos vermelhos, alterar a iluminação e conseguir uma foto em preto e branco. Um software livre mais sofisticado é o GIMP, que permite edição avançada de imagens. O programa está disponível para Windows, MacOS e Linux.

Vídeo

Para trabalhar com vídeos, você vai precisar de filmes ou clipes feitos por você ou seus alunos, ou vídeos REA que você baixe da Internet. Se você utiliza o Microsoft Windows, você deve ter o Windows Movie Maker, um software feito para edição de vídeos. Um bom exemplo de software aberto para edição de vídeo em português é o VLMC. Ele pode ser rodado no sistema operacional Windows, Linux e MacOS. Essas ferramentas seguem um padrão similar. Após adicionar clipes, fotos e sons, você pode juntar estes recursos para criar um vídeo, colocar efeitos especiais, transições, colocar música de fundo, e uma série de outras funções. Além dessas opções, o portal YouTube agora também oferece a possibilidade de criação de pequenos vídeos.

Música

Para edição de som, uma boa opção é o Audacity, que é um software livre e traz uma extensa gama de recursos, incluindo redução de ruídos. É uma boa pedida para quem se interessa pelo assunto e quer aprender mais. O Audacity grava, reproduz, importa/exporta em formatos que são fáceis de compartilhar como MP3.

Mais informações sobre estes programas você encontra na seção Tutoriais sobre ferramentas e sites.


  1. Frase traduzida de: http://wikieducator.org/OER_Handbook/educator_version_one/Compose 

  2. Frase traduzida de: http://wikieducator.org/OER_Handbook/educator_version_one/Compose/Quality 

  3. O formato ODT é referendado por um organismo internacional chamado ISO, responsável por padronização. Veja mais informações em http://pt.wikipedia.org/wiki/OpenDocument